Atlas Brasileiro de Energia Solar 2ª Ed. – Disponível para download

 

A primeira edição do Atlas Brasileiro de Energia Solar foi lançada em 2006, com base em 10 anos de dados.

Conforme cita o documento, após mais de 10 anos, o Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), através do seu Laboratório de Modelagem e Estudos de Recursos Renováveis de Energia (LABREN), tem a satisfação de publicar a segunda edição, ampliada e revisada, do Atlas Brasileiro de Energia Solar. Trata‐se de um exemplo de trabalho cooperativo entre o INPE e pesquisadores de várias instituições no Brasil: a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Clique aqui e baixe a segunda edição do Atlas Brasileiro de Energia Solar.

 

 

 

FONTE: CPTEC/INPE

2.ed. ‐‐ São José dos Campos : INPE, 2017. – Atlas brasileiro de energia solar / Enio Bueno Pereira; Fernando Ramos Martins; André Rodrigues Gonçalves; Rodrigo Santos Costa; Francisco J. Lopes de Lima; Ricardo Rüther; Samuel Luna de Abreu; Gerson Máximo Tiepolo; Silvia Vitorino Pereira; Jefferson Gonçalves de Souza

ANEEL disponibiliza novo Guia de Perguntas e Respostas sobre micro e minigeração distribuída

Fonte: www.aneel.gov.br/sala-de-imprensa

A micro e minigeração distribuída foi regulamentada pela Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, desde então o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis (eólica, solar, etc…) ou cogeração qualificada e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade.

Para facilitar o entendimento sobre o tema a ANEEL disponibilizou na internet o novo Guia de Perguntas e Respostas sobre micro e minigeração distribuída, que pode ser acessado neste link: http://www.aneel.gov.br/geracao-distribuida.

A atualização do guia aborda as dúvidas mais recorrentes sobre a Resolução Normativa n° 482/2012 referentes às novas demandas de informação do público interessado.

As perguntas são agrupadas nos seguintes itens, conforme o tema tratado:

1. Aspectos gerais sobre micro e minigeração distribuída;
2. Modalidades;
3. Sistema de Compensação de Energia Elétrica;
4. Conexão à rede de distribuição;
5. Faturamento;
6. Conexões permitidas pela norma e vedações.